Tuesday, 19 de March de 2019

GERAL


Investigação no PreviPalmas

CPI do PreviPalmas é retomada

15 Mar 2019    15:19
Divulgação CPI do PreviPalmas é retomada

A Câmara Municipal de Palmas, em reunião extraordinária, na sexta, 15, reabriu os trabalhos relativos às investigações da  Comissão Parlamentar de  Inquérito - CPI, que investiga as aplicações financeiras relacionadas ao PreviPalmas. A Comissão tem por objetivo apurar e, finalmente, concluir se houve dano ao erário público municipal. Nesta nova fase - que deverá ser encerrada em 05/05/2019 - a presidência será exercida pelo vereador Milton Neris (PP), tendo como vice, o parlamentar  Vandim do Povo (DC), além dos membros, Gerson Alves (PSL), Tiago Andrino (PSB) e Laudecy Coimbra (SD). Já os suplentes serão os vereadores Major Negreiros (PSB), Folha (PSD), Moisemar Marinho (PDT), Jucelino Rodrigues (PTC) e Etinho Nordeste (PTB).

O presidente da Comissão, sugeriu, colocou em votação e foi aprovado, por unanimidade, que o horário das reuniões ordinárias da CPI, ocorrerão às 14 horas de todas as segundas-feiras. Também ficou definido que os membros farão visitas institucionais, visando buscar o apoio de outros entes públicos. “Defininos aqui uma agenda institucional, para buscar o apoio do Tribunal de Justiça e esclarecer algumas dúvidas que a gente tem em relação à convocação e ao cumprimento dessas convocações por parte dos envolvidos diretamente nesse problema do Previpalmas”, afirmou Neris.

Já a vereadora Laudecy Coimbra, foi escolhida como relatora da CPI e  ressaltou  que a finalidade da Comissão não é perseguir ninguém e sim esclarecer o que foi feito com  o dinheiro da  previdência dos servidores do município de Palmas.  “O que queremos saber é onde foi parar o dinheiro do Previpalmas, procurar uma forma de dar essa resposta à sociedade e descobrir o que fizeram com o dinheiro do Instituto. É necessário procurar uma forma de tentar reaver esse dinheiro e com isso ter o menor prejuízo possível para os servidores. A nossa única intenção é essa”, enfatizou Laudecy.

Convidado por Neris e presente à reunião, o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Palmas, Heguel Albuquerque, destacou que os dois pontos principais que preocupa os servidores no momento são: os recursos que foram desviados na ordem de 50 milhões e a efetiva  responsabilização dos envolvidos no processo. O representante dos servidores também se mostrou preocupado com a gestão do Instituto.  “O presidente do Previpalmas poderia ser um servidor efetivo do órgão, obviamente gabaritado para a função, inclusive, ao ser indicado ter que passar  por uma sabatina aqui na Câmara para que os vereadores verifiquem a capacidade técnica desse profissional”, sugeriu Albuquerque.

Os membros da CPI irão definir, no próximo encontro, um cronograma de visitas aos órgãos: Tribunal de Justiça, Superintendência da Caixa Econômica, Justiça Federal e Estadual, Delegacia Geral de Policia de Palmas, além do Ministério Público, em âmbito Federal e Estadual.

COMPARTILHE:


Confira também:


Imbróglio

PGR pede informações sobre dinheiro depositado em conta da Lava Jato

Em nota à imprensa, após a decisão do ministro, a força-tarefa da Lava Jato disse que pediu a suspensão do fundo antes mesmo do pedido feito por Raquel Dodge ao STF.

Ocorrência

Polícia Civil prende dois suspeitos de tráfico de drogas no interior do Estado

Os policiais civis também cumpriram mandado de busca e apreensão na residência de M.T.C, sendo que, no local, foram encontrados uma balança de precisão e um aparelho celular.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira