Tuesday, 19 de March de 2019

GERAL


Operação Catarse

Polícia Civil deflagra mais uma fase da Operação Catarse em Araguaína

14 Mar 2019    16:07

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Estadual de Investigações Criminais – DEIC, região Norte, em Araguaína, deflagrou na manhã desta quinta-feira, 14, mais uma fase da Operação Catarse, que visa a investigação de crimes de peculato contra a Administração Pública estadual, por ex-servidores contratados temporariamente, mas que não exerciam regularmente suas funções ("funcionários fantasmas"). Nesta fase, foram cumpridos quatro mandados de busca e apreensão, como também ouvidos depoimentos de quatro investigados.

 

De acordo com o delegado José Anchieta de Menezes, esta é a terceira fase da operação realizada em Araguaína. “Os suspeitos haviam sido nomeados na gestão do ex-governador Marcelo Miranda, mantiveram os cargos na gestão posterior e exonerados no último dia 31 de dezembro de 2018”, afirmou. O delegado disse ainda que durante o depoimento, os suspeitos, lotados na então Secretaria Geral de Governo, afirmaram nunca ter prestado serviço na pasta. “Apreendemos aparelhos celulares, documentos e computadores que serão periciados e analisados”, afirmou. Ainda de acordo com o delegado, os quatro ex-servidores recebiam salários que variavam entre R$ 1,5 mil e R$ 2,5 mil.

COMPARTILHE:


Confira também:


Imbróglio

PGR pede informações sobre dinheiro depositado em conta da Lava Jato

Em nota à imprensa, após a decisão do ministro, a força-tarefa da Lava Jato disse que pediu a suspensão do fundo antes mesmo do pedido feito por Raquel Dodge ao STF.

Ocorrência

Polícia Civil prende dois suspeitos de tráfico de drogas no interior do Estado

Os policiais civis também cumpriram mandado de busca e apreensão na residência de M.T.C, sendo que, no local, foram encontrados uma balança de precisão e um aparelho celular.




  Blogs & Colunas



Entre nós

Virgínia Gama


Arquitetura & Design

Riquinelson Luz


Vida Plena

Valquiria Moreira


As Tocantinas

Célio Pedreira